O que são criptomoedas?

As criptomoedas ficaram famosas por sua existência unicamente online mas várias pessoas não conhecem sua utilidade e como funcionam. Este é o nome que elas ganharam mas na realidade chamam-se moedas digitais descentralizadas, criadas por uma rede de blockchain, sistema que permite envio e recebimento de alguns tipos de informação pela internet, utilizando sistemas avançados de criptografia para proteger as transações, informações e dados.


São digitais por existirem apenas na internet, diferentemente de outras moedas e descentralizadas por não existir um órgão ou governo responsável por controlar, mediar ou autorizar emissões de moeda, transferência e outras operações, contando apenas com os próprios usuários para essas tarefas.
Sua segurança é feita através da criptografia, que de forma simplificada funciona como um embaralhamento de informações para que somente a pessoa possuindo um código específico, também chamado de chave, possa decifrá-la,porém já ocorreram incidentes onde carteiras digitais ou corretoras de bitcoins foram roubadas por hackers.


A falta de regulamentação também é um problema, deixando alertas do próprio banco central sobre os riscos em seu site, por estar sujeito a ataques, erros de servidor, perda da assinatura virtual que podem acarretar na perda de toda criptomoeda e consequentemente um alto valor financeiro.
Assim como qualquer moeda também sofrem variações diárias e seguem a lei da oferta e demanda, ou seja, quanto mais pessoas mostrando interesse mais caro se torna e vice-versa mas apresenta grande oscilação por conta de sua quantidade limitada disponível, como no caso dos bitcoins e sua operação através de especulações, pois se as pessoas não sentem segurança no investimento possivelmente venderão suas moedas e o preço irá despencar ou se parecer atrativo muitas pessoas irão tentar comprar e o preço aumenta.
Por esses motivos as criptomoedas são vistas além de possibilidades para transações do dia a dia, sendo cogitadas como forma de investimento e vistas como possibilidades de avanço na economia. As principais criptomoedas são: bitcoin, ethereum, ripple, litecoin, bitcoin cash, EOS e binance coin.


Adquirir criptomoedas é simples, basta abrir conta em uma corretora de moedas virtuais e começar a negociar. Pesquise sobre as empresas disponíveis no mercado, confira avaliações dos clientes e procure entender as possíveis tarifas cobradas para essa prática, afinal mesmo acontecendo totalmente virtualmente é um investimento e necessita ser tratado como tal.
Criptomoedas ainda são voláteis então caso você não tenha experiência com investimentos mais palpáveis e não possua um perfil investidor arrojado, capaz de enfrentar altos e baixos nessa área, talvez não seja indicado para você. Pesquise bastante, tente adequar a seus objetivos e procure corretoras seguras pois será algo inteiramente online o que faz desta uma importante área.

Deixe uma resposta